Concurso do texto

 1. Por que você pediu essa redação para os alunos?

“Foi um pedido do departamento de educação, uma das coisas que me foram solicitadas foram as redações.”

 2. Foi pedida exclusivamente a apenas uma turma?

“Foi um pedido para todas as salas, mas como foi um pedido feito em cima da hora, não deu tempo de fazer com todas.”

 

 3. Por que você escolheu aquela sala em si?

“Como a estrutura do texto era artigo de opinião, eu sabia que eles  tinham mais facilidade com isso, então seria mais fácil do que com algumas outras salas.”

 

 4.  O quê você achou dos textos?

 

“Por mim, eu selecionava todos, pois eu achei que eles estavam bem informados sobre o assunto, mas não seria somente eu que leria”

_XxXAnônimoXxX_

 

Sobre o concurso

 

       O concurso teve seu fim no dia 07/03 anunciando as redações campeãs, isso ocorreu no Espaço Cultural Plínio Marcos, onde os textos ficaram expostos a leitura do público. As três campeãs foram da Escola Monte Carlo, todas do 9° A, sendo assim:

 

 1º- Lethicia Gonçalves Bianco

 2º- Isabelle Magalhães

 3º- Lia Yumi Tanabe

 

Todas foram premiadas.

 

     

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Todos foram entretidos com apresentações de danças da CCMI, e exposição fotográfica homenageando as mulheres de Ilha Comprida.

 

Um dos textos vencedores.

 

“Strong Woman”

   

     “As mulheres estão se tornando cada vez mais importantes em nosso dia a dia, conquistando cada vez mais liberdade para conseguir o que desejam.

      Isso pode ser explicado a uma simples ida ao mercado, por exemplo, a mulher sabe o que tem que levar para aquele dia, mas já levam também para um ou dois dias depois.

      Elas sabem de cor onde cada coisa está. Uma das coisas que mais impressiona na minha mãe é ela saber exatamente onde minhas coisas estão, enquanto eu levo horas para achar algo, ela não leva nem cinco minutos.

      Ela nunca desiste do que quer. Isso com toda certeza eu admiro ou temo nas mulheres. Eu e minha prima somos o melhor exemplo pra isso. Nós persistimos nas coisas até as conseguirmos, batemos o pé e até erguemos a voz, pois ninguém pode nós dizer que aquilo que queremos é impossível, já que fazemos de tudo.

     Nós nos destacamos apenas pelo fato de temos conquistado o direito ao voto, ou a faculdade, já que isso era dominado apenas por homens.”

Contato: (13) 3842-1368  / Alameda Bermudas, 531 - centro, Ilha comprida-SP

  • w-facebook

EMEF Monte carlo 2017, edição ArySantana (Professor subst. Informática)